“imprença” arapiraquense é subalterna e triste

Impressionante como a “imprença” local é subalterna: vive para “plantar” notícias a favor de certas castas políticas. As notícias são sempre produzidas para apagar a mancha e o rastro da corrupção que alimenta a política alagoana diuturnamente. forarenan O site da prefeitura e o da 96FM em Arapiraca, são exemplos: repetem todo dia uma notícia que tem sempre “Renan” como um semi-deus: ele traz tudo para Alagoas, consegue tudo para Alagoas, luta muito por Alagoas – nem uma linha sequer de crítica quanto a postura corrupta do senador: esqueceram seu envolvimento com os laranjas e os bois de Murici. Em Alagoas, esse Estado onde deputados roubam 300 milhões dos cofres da Assembléia, e nada acontece, político corrupto é lavado por uma “imprença” comprometida com coronéis e contra o povo. A vida política é analisada desde o ponto de vista dos algozes: ninguém pode atravessar seus projetos de poder e a “imprença” de Arapiraca é o mural onde as mentiras são contadas como se falassem da vida real. Numa cidade onde não há oposição, porque é a cidade do pensamento único (onde os políticos de carreira ficam ricos), a “imprença” é apenas um jogo de cartas marcadas, serve apenas como mote da perpetuação no poder. Ainda não se sabe quando os matutos derrubarão essas cercas e saírão dos currais. Pelas manchetes diárias de rádios e jornais, ninguém se responsabiliza pela tragédia de criar uma sociedade como a nossa.
“imprença” arapiraquense é subalterna e triste “imprença” arapiraquense é subalterna e triste Reviewed by davy sales on domingo, janeiro 17, 2010 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.