(Des)estrutura agreste

Arapiraca é uma icógnita irresponsável e reprimida. Quando ensaia um salto, desliza. Ao ultrapassar a barreira dos 200 mil habitantes tem o dever de avançar ou entrar na lama do caos, da pobreza e da incivilidade. Para isso tem que ter competência para avançar, parar de fazer de conta e sair como a estrela radiante do nordeste.

~~~

Onde está o metrô de superfície de Arapiraca? Provavelmente está sendo construído (em segredo) nos subterrâneos da terra de Manoel André. Justamente por isso não é possível ver a obra em andamento...

Onde fica a Estação Rodoviária de Arapiraca? Ela só é visível para os locais. Quem está visitando a cidade e pára "naquilo" pensa que chegou no município mais pobre da américa latina...

O Estádio Municipal? Vixe Maria! O Coracy da Mata Fonseca é uma pobreza de se ver. A frente é bem cuidada, ao entrar no estádio você se depara com uma obra da contra-engenharia: cada espaço de arquibancada é construído a cada década com diferentes tipos de materiais; você vê parte de cimento, parte de ferro, espaços abertos... Façamos um pedido a FIFA para o jogo de estréia da próxima copa no Brasil...

O Aeroporto? Esse, como a rodoviária(?) não existe...

Quem curte a sétima arte, fuja de Arapiraca. Aqui não há cinema, nenhum, nada. Apenas o outrora esplendoroso cine triunfo agora transformado em cine pornô...

Quem adora o teatro procure outra cidade para viver. Temos, em tese, dois em funcionamento nas escolas municipais. Mas nem temos uma cena teatral local. O teatro do CBC parece com Arapiraca, está a uma década sendo construído...

Quem tem paixão pelas artes plásticas võe direto pro Recife. Aqui você não encontra nenhuma galeria de arte, pobre povo...

Quem ama música, tem direito a um encontro mensal com axé, pagode ou forró. É só agitar que cresce...

Quem gosta de ler, não encontrará uma biblioteca que possa levar esse nome...
(Des)estrutura agreste (Des)estrutura agreste Reviewed by davy sales on segunda-feira, maio 19, 2008 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.