a questão do transporte público na cidade

Seria bom que levassem em conta a fragilidade do sistema de transporte público, os ônibus velhos, sujos, parte deles são sucatas reaproveitadas, poluidores. Acrescente-se à isso a ausência de linhas de ônibus para 9 de cada 10 bairros da cidade. Trajetos ruins e aquém das necessidades dos coletivos de cidadãos e trabalhadores. Isso soa com um modelo enferrujado e de compromissos escusos, que vai de encontro aos interesses de mobilidade urbana. Aumentar preço de passagem nesse contexto é algo altamente indesejado, e injusto. Lutemos por transporte gratuito e de qualidade para idosos, estudantes e trabalhadores. Vejam o texto da Defensoria Pública sobre o aumento do valor das passagens em Arapiraca. Estamos de acordo com a Defensoria, e esperamos que as discussões levem em conta os direitos à circulação e a cidade.

Defensoria Pública em Arapiraca questiona aumento do valor das passagens de ônibus

Usuário denunciou segundo aumento na tarifa de transporte público em menos de um ano
O defensor público lotado na comarca de Arapiraca, Gustavo Giudicelli, encaminhou, nesta sexta-feira (12), um ofício para a  Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito de Arapiraca (SMTT) e para o Conselho Municipal de Transportes e Trânsito (CMTT) solicitando esclarecimentos sobre o aumento da tarifa de ônibus e táxi no município. O questionamento partiu de uma denúncia feita por um usuário de transporte  público inconformado com o segundo aumento no valor da tarifa de ônibus em apenas sete meses.
Segundo a denúncia, recebida no último final da semana, a Prefeitura de Arapiraca divulgou em seu site oficial, no dia 04 de fevereiro, o aumento  da tarifa de ônibus e táxi. O reajuste, que passou a ser cobrado no sábado, 6, foi o segundo em menos de um ano, visto que em junho de 2015, a Prefeita Célia Rocha sancionou o decreto de nº 2.416/2015, homologando reajuste de tarifas para moto-táxi, táxi e ônibus.
Levando em conta que os reajustes ocorreram no período de sete meses, o denunciante chamou atenção para o disposto no artigo 70, inciso II da Lei Federal nº 9.069/95, e art. 2º da Lei Federal 10.192, que determinou que reajustes públicos devam ocorrer anualmente.   
De acordo com o Defensor Público Gustavo Giudicelli,  a princípio, o recente aumento no valor da passagem de ônibus na cidade é ilegal e, caso os órgãos competentes não apresentem justificativa plausível, a Defensoria Pública irá ingressar com ação judicial questionando a ilegalidade da cobrança.
“Frise-se, ainda, que a qualidade do serviço não vem aumentando junto com o valor das tarifas, o que traduz maiores gastos para o usuário do transporte público em Arapiraca sem a devida contrapartida”, pontuou.
Elisa Azevedo (MTE/AL 1064) e Fernanda Ferreira
a questão do transporte público na cidade a questão do transporte público na cidade Reviewed by davy sales on sexta-feira, fevereiro 12, 2016 Rating: 5

2 comentários:

Benigno Masterson Santos disse...

Arapiraca merece uma atenção especial neste quesito, cabe aos usuários do transporte urbano e metropolitano fazer a diferença. Para uma cidade que está em busca de sua grandeza, a mobilidade urbana é crucial para alcançar este patamar.
Arapiraca merece e a população não pode ter este direito negado.

Camila disse...

Olá Benigno, sou a Camila esposa do Rodrigo Cocer. Por favor, nos forneça um email para contato.
Segue o email dele: rcocer@hotmail.com.
Esperamos que estejam bem! Abraços

Davy Sales (2012). Tecnologia do Blogger.