a cidade expande seus limites urbanos

DSCF7052

Os limites do urbano-rural tem sido deslocado rapidamente desde as duas últimas décadas em Arapiraca. A primeira expansão na região norte engoliu sítios que da noite para o dia tornaram-se bairros, como a região da antiga maçaranduba, hoje pululada de uma dezena de conjuntos residenciais. São áreas com casas populares (a exceção do condomínio ouro verde) e com baixa infra-estrutura de transporte público embora já bem densas. Concomitantemente a região leste na área da boa vista, guaribas e distrito industrial viram as fronteiras do rural aos poucos cedendo espaço para a construção de outra de dezena de conjuntos residenciais, o que inclui um recente interesse na região da bananeira. Indo em direção a região sul o enorme conjunto de casas populares na região dos cazuzinhas. De leste a oeste, norte a sul, é visível as bordas do rural sendo transformadas em bairros.

cidade0152015

Uma segunda expansão não afetou os limites da cidade em direção às ruralidades, mas de fazer um crescimento de oferta de apartamentos, uma expansão vertical. Nesta última década foram construídos os primeiros edifícios de apartamentos da cidade. Isso está transformando lentamente o horizonte da cidade, no sentido físico, arquitetônico. Agora na paisagem da cidade uma dúzia de novos edifícios sendo construídos, há hotel, faculdade, apartamentos, escritórios apontando novas torres ao céu. Na década de 90 e 2000 os novos edifícios eram amadores, pobres e pequenos. O maior edifício da cidade era até então o Plaza Hotel, tradicional, na rio branco. agora está decadente. Hoje as novas construções já subiram um degrau na qualidade, além de serem cada vez mais altos. Atualmente os prédios mais altos da cidade são os dezesseis andares de cada uma das torres no condomínio Espace na região do shopping pátio.

New_DSCF8126

A nova do momento é a chegada de alguns empreendimentos que prometem urbanizar toda a orla do lago da perucaba, trazendo-o completamente para dentro da cidade. Trata-se de mais uma área de expansão da cidade, o sul e oeste da cidade. Nas bordas do lago surgiram condomínios que já estão em construção, áreas de casas de alto padrão. Vários empreendimentos apontam para também ficarem seus pés por lá, a exemplo do novo campus da Uneal e do Cesmac. O lago continua poluído e não há menção nem do poder público nem dos empresários que fatiaram os lotes ao redor do lago que parece apontar como a nova morada dos endinheirados da cidade. A médio e longo prazo a cidade terá que despoluir o lago se quiser que a região seja sustentável e tenha vida longa.

New_DSCF8150

O poder público local é pouco sensível ao transporte coletivo, deixando a cidadania a circular individualmente em moto-taxis privados. É certamente um dos pontos fracos e preocupante já que a Câmara, a Prefeitura e o Ministério Público mantém-se inauditos sobre a questão, como se ela não afetasse a capacidade de a cidade crescer com qualidade de vida, e a possibilidade de circulação por entre o tecido nervoso da cidade é a única forma de mantê-la vibrante e funcionando.

New_DSCF7785

a cidade expande seus limites urbanos a cidade expande seus limites urbanos Reviewed by davy sales on domingo, março 01, 2015 Rating: 5

Um comentário:

Benigno Masterson Santos disse...

Pergunta que não quer calar: os gestores de Arapiraca nunca ouviram falar de mobilidade urbana?!
Como uma cidade que já conquistou o título de metrópole do Agreste pode desdenhar de algo tão vital para sua população?
São erros assim que fazem do presente um caos e cujo futuro vai cobrar em termos financeiros aquilo que o bom planejamento poderia fazer com baixo custo.
Arapiraca merecia gestores compromissados com o bem estar social de seus cidadãos.
Aprendamos a votar!

Davy Sales (2012). Tecnologia do Blogger.