o caso perucaba e outros elefantes

A cidade viveu dias de muita música no lago do Perucaba. Com uma programação de quatro dias, foi-se do rock´n´roll a missa católica. Tudo em nome do suposto aniversário do lago. Se qualquer cidadão visitar o lago vai perceber que a obra de urbanização apenas foi iniciada pois a maior parte do lago continua intocado. A urbanização do lago é um projeto muito interessante e deve dar a cidade um espaço de lazer maravilhoso. Mas é estranho ver o prefeito Luciano Barbosa com o senador Renan Calheiros aplaudindo o aniversário. Aniversário de obra inacabada? O lago continua muito poluído, o que ultimamente torna difícil estar a passear em sua orla e não sentir o fétido odor de anos de despejos no local. Se se pretende que o Lago da Perucaba seja um espaço de lazer e turismo, será preciso mais empenho e ação do que promessa e propaganda. Em que ano ou eleição receberemos a obra do Lago do Perucaba encerrada? O mais estranho nessa obra é que não previu qualquer intervenção no bairro Manoel Teles. O processo de urbanização do lago não contemplou saneamento, praças, urbanização de vias no bairro. Se há uma secretaria de planejamento urbano, esta deixou a míngua a comunidade mais interessada na urbanização da orla do lago.
Isso é um sinal claro de como a gestão pública responde a interesses que não nascem nas comunidades impactadas por essas intervenções. Lembremos da área verde, construída em uma das áreas mais nobres da cidade. Nenhuma outra região recebeu área verde. Se a área verde fosse criada na área mais pobre da Primavera ou no Manoel Teles seria mais provável que servisse para alavancar mais qualidade de vida em áreas vulneráveis. Essa falta de planejamento parece crônica. Basta olhar para o campo do transporte público que foi frontalmente impedido pelos gestores públicos (todos, sem excessão) que jamais ousaram pensar em dar ao povo o direito de ir e vir. Para os trabalhadores da cidade, ir ao trabalho é sempre a pé, de mototaxi ou com veículo particular. A prefeitura nos diz que saltaremos da moto ao metrô. Ocorre que, se o metrô sair da propaganda, ele atenderá apenas a uma parte dos cidadãos, ainda assim haverá demanda não atendida. Basta lembrar que as regiões norte e leste da cidade não terão estações do VLT. E isso nos parece falta de planejamento.
O ginásio do parque Ceci Cunha é dessas obras que parecem jamais terminar. Desde a gestão da ex-prefeita Célia Rocha ele já estava em construção. Ela teve dois mandatos. Estamos no segundo mandato de Luciano Barbosa e a obra continua em andamento. O projeto original do ginásio continha um erro grave na construção que deixaram o ginásio incapaz de receber eventos esportivos profissionais, visto que a metragem da quadra não estava de acordo com as especificações técnicas para esse tipo de evento. Então houve uma reforma no ginásio semi-acabado. Mas a cada semestre observamos trabalhadores voltarem lá. O elefante branco no centro de Arapiraca que ninguém sabe dizer porque um simples ginásio precisa de mais de dez anos para ser construído. Se olharmos mais adiante o Coracy da Mata Fonseca vemos a mesma tendência: construções eternas, que jamais ousam terminar porque não possuem projetos definitivos. O “Campo do ASA” recebe apoio desde a sua fundação mas a cada prefeito que chega, este recebe um novo lance de arquibancada, outro constrói cabines de rádios, o próximo melhora o gramado, e a colcha de retalhos dessa obra é disforme e arcaica. Um monumento a má arquitetura, aquela sem projeto e claramente amadora.
o caso perucaba e outros elefantes o caso perucaba e outros elefantes Reviewed by davy sales on segunda-feira, março 21, 2011 Rating: 5

4 comentários:

Jânio Barbosa disse...

Muito bom esse seu artigo.

Anônimo disse...

É arapiraca teu futuro é uma questão de sorte...

Associação do Bairro Manoel Teles disse...

Esse artigo retrata a realidade dos moradores do bairro Manoel Teles, onde não apenas existe a marginalidade, mas cidadãos que anseiam por uma qualidade de vida melhor, os quais pagam seus impostos, tanto quanto qualquer outro cidadão de qualquer outra comunidade.

Aline Camila disse...

Cara, adorei seu blog. Descobri agora, pesquisando sobre as obras do Bosque das Arapiracas. Parabéns. Gosto de ver que existem pessoas preocupadas também com a questão ambiental do município.

Davy Sales (2012). Tecnologia do Blogger.