nova fraude de collor ou o crime compensa

Mais um crime do anti-candidato, corrupto, sonegador de impostos, agora também fraudador de pesquisa eleitoral. O Gape, um instituto de pesquisa (?) da Gazeta está sob investigação do Ministério Público Federal. É que descobriu-se que o Gape-Collor fraudou os resultados da pesquisa para governador, para que o dono – o famigerado Collor – aparecesse como vencedor. Venceu o crime, venceu a fraude. Vamos ver se o MPF pune e salva o povo do seu algoz, ou se o tribunal vai deixar a candidatura ainda validada. Se o MPF não cassar a candidatura de Collor, a justiça vai sinalizar para o povo que fraudar pesquisa, sonegar impostos e corromper pessoas é algo precioso e necessário. Os sinais estão trocados e estamos pasmos esperando ver o fim dessa história. Veja o que aconteceu: o MPF examinou todos os 1.055 formulários preenchidos pelo GAPE/Gazeta com o resultado das entrevistas feitas durante a pesquisa. Ao tabular os dados, o MP observou a existência de fraude voltada a beneficiar o candidato Fernando Collor de Melo. Enquanto Gape apontaram que 38% para Collor, 23% para Lessa e 16% para Vilela; o Ibope divulgou que Lessa teria 29%, Collor, 28% e Teotônio Vilela Filho, 24%. O MPF investiga a disparidade nos números, a manipulação do resultado e a farsa desse instituto faz-de-conta.

nova fraude de collor ou o crime compensa nova fraude de collor ou o crime compensa Reviewed by davy sales on terça-feira, setembro 28, 2010 Rating: 5

Nenhum comentário:

Davy Sales (2012). Tecnologia do Blogger.