capitalismo: uma história de amor

Capitalism: A Love Story with Michael Moore: Blu-ray CoverPara quem gosta de cinema-documentário há o excelente trabalho do michael moore, um dos melhores críticos da vida atual nos Estados Unidos: ele mostra o amor incondicional dos americanos pelo capitalismo. O que se vê são os Estados Unidos não-hollywoodiano. O que faz do espectador viajar para dentro do país, na sua alma. Não se trata da viagem de bordo para ver a estátua da Liberdade, o documento procura entender porque apesar da violência com que as relações capitalistas destrói as pessoas, este continua a ser prezado e valorizado. É possível sentir de perto o que significa a democracia e o capitalismo num embate viceral. Uma américa pobre aflora. Uma américa rica resiste. Fraudes, roubos, violações da lei, punição privada, o Estado comandado por bancos. Michael Moore, como em Sicko e Farenheit 9/11, faz cair o véu do capitalismo como o último, melhor e único meio de produzir as coisas e distribuí-las. A receita: democracia. Eis o problema, a democracia faz exigências que o capitalismo não pode atender: como não tomar a casa de uma senhora, porque o banco vendeu para outro cliente. E o banco manda o advogado e o policial. Para Michael Moore, isso não é democracia. Só pode ser fascismo e uma sorte de tirania.

capitalismo: uma história de amor capitalismo: uma história de amor Reviewed by davy sales on sexta-feira, março 05, 2010 Rating: 5

Nenhum comentário:

Davy Sales (2012). Tecnologia do Blogger.