a má educação

Numa cidade como Arapiraca, com um presente fervilhante e um futuro promissor, muitos de seus cidadãos ignoram ainda as regras básicas da convivência social. O que temos de pior é a idéia de que para se divertir precisamos tirar a paz e o sono dos outros. Há um costume terrível de colocar nos carros som extremamente possante, como se carros particulares se tornassem trios elétricos (outra abominação) ambulantes. Assim, é comum estar em casa descansando quando um vizinho resolve se “divertir”. Liga o som do carro não apenas para seu próprio deleite, mas obriga toda a vizinhança a ouvir o cocô da música brasileira… é rebolation…Quanto mais alto, mais alimenta seu vazio, sua imbecilidade, sua irresponsabilidade. Não importa se a vizinhança dorme ou precisa de silêncio. Qualquer comemoração na cidade, lá vem todo aquele barulho insuportável. Parece a cultura da esquizofrenia. Música de má qualidade, cantores e cantoras que cantam sexo, que tratam as pessoas de “galera” (adjetivo horrível), mulheres como “putas” e homens como “dominadores”. Um machismo manco e de quinta categoria. Qualquer fim-de-semana onde há shows na cidade, é sempre a repetição das orgias vazias: bandas sem noção, bandas de araque. Música por aqui é apenas axé-pagode. Depois que deixam esses shows imbecilizantes, saem, pela madrugada a fora, bêbados e dirigindo com o “som nas alturas”. E o som repete a mesma mensagem: não queremos ser grandes, somos o rebotalho da grande cultura civilizacional. A gente só quer sexo e alcool. Não queremos ser complexos nem sofisticados. Somos essa asneira de vida a reboque de um projeto de sociedade. Lamentável.
a má educação a má educação Reviewed by davy sales on segunda-feira, fevereiro 08, 2010 Rating: 5

Nenhum comentário:

Davy Sales (2012). Tecnologia do Blogger.