a academia alagoana de letras é uma piada e uma vergonha (ou lições civis III)

A imoralidade dos acertos entre letras e dinheiro: literatura para que?

(Foto: Wadson Correia)

 

Não é piada. É a vida alagoana. A Academia Alagoana de Letras (e de imbecilidades) tornou o impostor Fernando Collor um imortal das Letras. Para ter um assento nesta casa, não precisa ser escritor (o nome da instituição é apenas de fachada) – basta ter dinheiro, mesmo que este seja produto de corrupção.

Os (i)letrados imor(t)ais de Alagoas se autopremiam por serem analfabetos. O presidente Dom Fernando Iorio deixou a cristianidade e as letras para arrecadar fundos dos canaviais e dos corruptos locais. Por 22 votos a 30 Fernando Collor entrou, mas não foi. Mandou um representante, já que ele não escreve livros.

Alagoas, um estado de analfabetos, declara imortal alguém que nunca escreveu nada, mas tem dinheiro para doar. Algumas notícias dão conta de um livro escrito, quando defendeu-se o indefensável – sua conduta corrupta e anti-social que o levou ao impeachment.

Se há alguma obra dele esta não foi publicada e ninguém nunca leu. As obras de sua autoria são poderiam ser “manual de corrupção” ou “como enganar os alagoanos” mas ele nega negaria  que as tenha escrito. É incapaz de escrever bem. Sabe apenas como extrair as forças e os sonhos do povo.

Vergonha. Isso parerce tão insano. Uma academia de letras considerar alguém imortal apenas porque vai doar o dinheiro. Não importa nada. Nem a corrupção, imoralidades ou crimes. Literatura para que?

a academia alagoana de letras é uma piada e uma vergonha (ou lições civis III) a academia alagoana de letras é uma piada e uma vergonha (ou lições civis III) Reviewed by davy sales on quarta-feira, setembro 02, 2009 Rating: 5

Um comentário:

Paulo Amaral disse...

Isso é uma vergonha. ( Boris Casoy)

E ainda contam piada de português.

No Brasil é tudo uma piada.(putaria)

Sarney, é imortal da Academia Brasileira de Letras;

Roberto Marinho, foi imortal, da Academia Brasileira de Letras;

Marco Maciel é imortal da Academia Brasileira de Letras;

Collor agora é imortal da academia alagoana. kk

Que obras esse caras tiveram ou tem? Só se for do tipo: "ensinando a roubar"

O proximo será o Lula.kkk

É simples ser imortal no Brasil, basta ter "dindim".

Davy Sales (2012). Tecnologia do Blogger.