Seja médico: Curso de Medicina em 1 ano e meio

Já foi o tempo em que eram necessários oito anos para se formar em medicina. Agora chegou um método ultramoderno que une a mais avançada tecnologia para que você estude medicina frequentando a faculdade apenas 1 dia a cada dois meses. Você será apoiado por uma equipe altamente qualificada de médicos renomados que o acompanhará em sua trajetória de aprendizado. Em um ano e meio você se torna médico. E poderá abrir seu consultório e buscar seu lugar nos melhores hospitais que mantemos convênios diretos. Não perca mais tempo, nem precisa mudar sua rotina. Aulas em um domingo a cada bimestre. Não vai atrapalhar sua vida familiar nem laboral. Você nem notará que está estudando, porque temos o melhor material didático disponível. Essa é a sua chance de se tornar médico de maneira rápida e não dolorosa, em pequenas prestações que certamente cabem no seu bolso. Venha nos visitar e traga rg, cpf, comprovante de residência e conclusão do ensino médio (pode ser certificado de supletivo). São 56 parcelas de 199,99. Estamos esperando você.

Este anúncio é uma ficção. Mas ele mostra o quanto estamos desqualificando o ensino, tratando-o segundo nossas conviniências. Medicina em um ano e meio. Imagine-se entregar-se a um médico desse para abrir seu corpo numa cirurgia. É a síndrome do "tire o segundo grau em 15 dias", nos ensinos supletivos estéreis, que nada ensinam, a não ser dizer que a educação é mais um produto a ser pago no supermercado do consumo de status.

A moda agora é fazer doutoramento no Paraguai, Uruguai ou Argentina. Na área do Direito, você pula direto do bacharelado para o doutorado. As aulas ocorrem bimestralmente ou semestralmente. Isso é que é moleza. Tornar-se doutor numa área ávida pelos títulos e honrarias, ostentar um título acadêmico desse certamente triplica o prestígio do portador. É uma oportunidade sem igual, pois no Brasil ninguém passa da graduação para o doutorado. Antes há mestrado. Para sair da graduação para o doutorado o aluno deve mostrar uma capacidade acima da média no entendimento crítico de toda a teoria ou ser portador de uma bibliografia própria e significante para a área. Isso é para poucos, ou para pouquíssimos mesmo. O normal é ter um título de mestre para acessar o doutoramento.

Mas o que será que os "doutores" dos cursos semipresenciais argentinos vão oferecer quando forem ensinar suas teses em nossas faculdades? Ensinarão como é fácil "pular" as etapas do conhecimento e oferecer saídas mais rápidas e convinientes? Uma ciência menor, ou não-ciência, um arremedo. Mas, afinal, que saber é esse que se presta a moda da falta de tempo? Será que é possível adiantar a gravidez para 2 ou três meses ao invés de nove? ou seria possível aumentar a noite para trabalharmos menos pelo dia? Essa síndrome do jeitinho e da urgência soa como embrulho, esterelidade, simplismo.

Um doutorado, em termos brasileiros, significa uma disposição genuína para deixar tudo de lado e ter dedicação exclusiva. Há dois anos de disciplinas. Mais dois anos para pesquisar, escrever e defender a tese. Nem todos terão essa aptidão e poderão defender uma tese. Uma tese só é aprovada quando se está claro uma contribuição inédita ao arsenal metodológico e teórico. Isso não se consegue com idas e vindas semestrais à Buenos Aires. Isso se consegue com uma dedicação e amor ao saber, a uma dedicação que dispensa a urgência e ignora os relógios. O doutorado é uma época de reclusão. De aprendizado. De transformação pessoal. E isso não cabe num ambiente que já se coloca contra a academia e seu modo de educar, substituindo por "modelos ultramodernos" de ensino, nascidos nas mentes vís daqueles ávidos pelas mensalidades de um alunado sem tempo para estudar porque o trabalho é mais importante que a educação.

Seja médico: Curso de Medicina em 1 ano e meio Seja médico: Curso de Medicina em 1 ano e meio Reviewed by davy sales on sábado, março 14, 2009 Rating: 5

Nenhum comentário:

Davy Sales (2012). Tecnologia do Blogger.