A política contra o povo

Uma onda de injustiça varre, novamente, a Assembléia Legislativa. O problema agora é o pedido de cassação oferecido contra os deputados taturanas. Há deputado a defender que o pedido fere a norma do regimento da ALE. Outras vozes se levantam em favor da legalidade, observando que a ALE não pode deixar de seguir o que determina as suas normas internas, pelas regras da Constituição.

É muito interessante: os Taturanas feriram a Constituição brasileira, a Constituição estadual, a moral pública, as regras do jogo democrático. E onde estavam os deputados para mostrarem que o ato dos Taturanas era contra o povo e nossa lei?

Agora encontram uma saída "legal" para salvar os deputados contra a ordem pública, contra a dignidade do povo. Parece que nossas elites fazem o jogo limpo mas escondem-se sob uma pretensa legitimidade, que de fato não possuem. E é bom não esquecer que os taturanas tém influência ainda no judiciário. Isso é questão para o Ministério Público.

A ALE vive(u) de ilegalidades e agora se levanta contra o povo questionando a ação dos processos. A seletividade da lei aqui está sendo usada de forma a enfrentar a dignidade do povo. Jamais esqueçam: lei não é sinônimo de justiça, ainda mais quando os opressores a utilizam no intuito de frear o povo.

A política contra o povo A política contra o povo Reviewed by davy sales on quinta-feira, novembro 13, 2008 Rating: 5

Nenhum comentário:

Davy Sales (2012). Tecnologia do Blogger.