internet gratuita e universalizada

Para acessar a internet hoje, qualquer pessoa paga a quem tem o suporte material - antenas, roteadores, modems - para sugar do ar, a internet. O sinal é, em tese, livre. Satélites. Redes telefônicas. Estruturas de recepção e difusão de sinais. Tudo suporte. A fonte é livre. O custo é sempre de quem viabiliza captação e distribuição de sinal. Uma estrutura pública universalizada pode ser um caminho. Internet como água ou luz. Ela chega em casa e ponto.

O custo de quem paga por hora ou minutos na lan, ou quem acessa banda larga de casa, ou por linha discada, ainda é muitissimo caro. Hoje há operadoras de telefonia oferecendo um modem portatil, mas com custo ainda superior. O custo está ligado a essa incapacidade de cada pessoa ter uma fonte domestica de recepção de internet, sem ter que pagar por isso para um provedor de sinal.

Não é falar sobre produzir coteúdo mas como oferecer o acesso à ele. Instituições, Pessoas e corporações fomentam-na a cada segundo. A distribuição dessa informação digital requer seu lastro - redes de fibras óticas, cabos, sem-fio, rádio, eletricidade, antenas, modems, telefone. A inovação tecnológica deve fazer o custo dessa operação cair. As cidades devem antecipar projetos engendrados pela governança pública.

internet gratuita e universalizada internet gratuita e universalizada Reviewed by davy sales on sexta-feira, novembro 14, 2008 Rating: 5

Nenhum comentário:

Davy Sales (2012). Tecnologia do Blogger.