O crime organizado quer Barenco fora

A direita alagoana entregou ao Ministério da Justiça um dossiê que pretende imputar o crime de tortura contra o delegado Marcílio Barenco. É a versão da direita alagoana. Atrasada e antipopular. Lá na Secretaria de Defesa Social há grupos de delegados propondo a saída de Barenco. Vixe maria! A OAB recebeu um grupo de delegados com outro dossiê contra Barenco. Agora todos estão querendo cassar o delegado Barenco.

Moral da história: o delegado Barenco apurou crimes e encontrou culpados. Agora advogados vem defender que o trabalho do delegado deve parar. Mas a PCivil declara em seu site que o delegado ficará no cargo. O crime está dentro de parte dos poderes instituidos. O inclito delegado Barenco provou que Alagoas pode ser passada a limpo, basta intervir no Legislativo (porque tornou-se, em larga medida, numa sucursal de delegacia) e pedir eleições.

Enquanto um povo vassalo e subalterno se alimenta em gozo nas migalhas e no medo imposto por coronéis feudalistas. Alagoas-povo está do lado do Delegado. Espera-se que o Estado cumpra o seu papel e mantenha ele em seu posto. Para que o mal não vença em Alagoas, não se deve aceitar que criminosos cooptem autoridades para se manterem longe da justiça, e esta, costumeiramente, tem estado contra o povo.
O crime organizado quer Barenco fora O crime organizado quer Barenco fora Reviewed by davy sales on terça-feira, setembro 09, 2008 Rating: 5

Nenhum comentário:

Davy Sales (2012). Tecnologia do Blogger.